18 of July 2019 – Idanha a Nova – Monsanto: International Congress of Eco-Regions

There will also be a second day on July 20, during which the results of the first day will be presented to the public, with the contribution of international experts and Institutions.

The Congress will be held within the context of the “Fórum Internacional Territórios Relevantes para Sistemas Alimentares Sustentáveis”.

Casella di testo: Draft 14.05.19

Fórum Internacional Territórios Relevantes para Sistemas Alimentares Sustentáveis

Idanha-a-Nova, Portugal

17 a 21 de julho de 2019

Enquadramento

A alimentação está no centro do debate sobre a sustentabilidade no mundo. Não será possível alcançar a maioria dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e fornecer uma alimentação saudável à população mundial sem ter em conta os recursos naturais do planeta.

O sistema alimentar mundial precisa, assim, de uma urgente transição. Esta afirma-se no sentido da promoção ativa de sistemas alimentares territoriais baseados na agricultura familiar, em modos de produção sustentáveis que promovam a biodiversidade, os conhecimentos tradicionais e as dietas saudáveis. Esta mudança é tanto mais urgente quanto mais se acentuam os impactos das alterações climáticas que têm atingido também os Estados- Membros da da Comunidade de Países de Língua Portuguesa[1], sendo Moçambique o exemplo dramático mais recente[2].

Diante deste contexto, o Fórum Internacional Territórios Relevantes para Sistemas Alimentares Sustentáveis, que decorrerá entre 17 e 21 de julho de 2019, em Portugal, no Município de Idanha-a-Nova, surge como resposta política capaz de articular de forma coerente diversos atores e iniciativas para a promoção dessa transição a nível territorial na CPLP e em outras regiões.

O Fórum será um espaço plural que abrigará um conjunto de discussões metodologicamente interligadas (inovação, bio-regiões, Sistemas Importantes do Património Agrícola Mundial e políticas públicas locais), a partir das quais se pretende obter recomendações políticas e conhecimentos para a construção e implementação de uma abordagem coordenada para a promoção de sistemas e dietas sustentáveis no quadro da Estratégia de Segurança Alimentar e Nutricional da CPLP, da Década da Agricultura Familiar e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

O tema da Agroecologia será central no Fórum. Esta centralidade será fundamental para que os seus resultados sejam apropriáveis em distintos contextos territoriais. Para o efeito serão envolvidos nas diferentes discussões visando uma abordagem coordenada a nível global, produtores de alimentos e representantes de diversos territórios e Estados-Membros da Comunidade de Países de Língua Portuguesa[3], do Mercosul e da Comunidade de Estados Ibero-americanos.  O evento tem o apoio da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e é organizado pelo Município de Idanha-a-Nova em Portugal, pelo Mecanismo para a Facilitação da Participação da Sociedade Civil no CONSAN-CPLP, pela Rede Internacional para as Bio-Regiões, Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural de Portugal e Secretariado Executivo da CPLP. O programa provisório é apresentado em seguida.


[1] Os Estados-Membros da CPLP estão presentes em quatro continentes e são Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.

[2] A atividade “Promoção de dietas sustentáveis” está incluída no Plano de Trabalho 2018-2020 do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional da CPLP (CONSAN-CPLP), no âmbito da implementação da Estratégia de Segurança Alimentar e Nutricional da CPLP, aprovado na 2ª Reunião Ordinária do CONSAN-CPLP, em julho de 2018, e será implementada entre 2019 e 2020 tendo em conta as recomendações e conclusões do Fórum.

[3] Os Estados-Membros da CPLP estão presentes em quatro continentes e são Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.